ES Alexandre Herculano

Ao longo de mais de cem anos, esta instituição tem vindo a conciliar a tradição, decorrente da génese da sua fundação, com a inovação, inerente à necessidade de resposta eficaz aos reptos que lhe são quotidianamente lançados, no sentido da formação dos jovens e da sua capacitação para o exercício de uma cidadania interventiva.

Integrada no conjunto de escolas de referência para a educação bilingue de alunos surdos, no Ensino Secundário, e integrando o Centro de Apoio à Aprendizagem do Agrupamento, este estabelecimento providencia para que a estes discentes sejam disponibilizadas condições de inclusão escolar, procurando assegurar a igualdade no acesso e nos resultados.

Contemplando os valores da equidade, responsabilidade e transparência, e reinventando-se a cada dia, nas suas práticas e ambições, a escola secundária Alexandre Herculano mantém a sua centenária vocação instrutiva, integrada num sentido de missão educativa mais amplo e abrangente: propiciar, sinérgica e resilientemente, através das ações de todos os que nela exercem a sua atividade, a viabilidade de construção de projetos de vida individual e socialmente úteis.

 A Escola Secundária Alexandre Herculano situa-se na avenida Camilo, na freguesia do Bonfim, num edifício concebido pelo arquiteto Marques da Silva, classificado pela Portaria n.º 226/2011, de 18 de janeiro, como monumento de interesse público atendendo ao “valor arquitectónico e urbanístico do edifício, associado à genialidade do arquitecto Marques da Silva, bem como no valor histórico, social e científico, pelo lugar de destaque que ocupa na história do ensino liceal.”

A construção do edifício teve início em 1916, ano em que é lançada a 1ª pedra, pelo então Presidente da República, Dr. Bernardino Machado, iniciando-se as atividades letivas no ano de 1921.

A fachada principal, cuja linha é quebrada pelo avanço do seu terço central, desenvolve-se paralelamente à avenida Camilo e nela estavam situadas a direção, os anfiteatros, os laboratórios, o Museu de História Natural e algumas dependências destinadas aos serviços administrativos e, no último piso, as antigas instalações destinadas à residência do reitor, do chefe da secretaria e do chefe dos auxiliares de ação educativa. As salas de aula desenvolvem-se em quatro alas perpendiculares à fachada principal. As duas alas centrais são constituídas por dois pisos situando-se, no rés-do-chão da ala nascente, a sala dos professores e, na ala poente, a Biblioteca Dr. Cruz Malpique que continha o espólio literário daquele autor.

Na ala Sul situavam-se os ginásios, o bufete, o refeitório, a piscina, os balneários e o Museu da Física. Nos espaços exteriores que circundam o edifício existem amplas zonas arborizadas e, a sul, os campos destinados à prática desportiva. No interior, para além de peças originais do mobiliário dos diversos, merecia particular destaque a Sala de Cinema Educativo que, juntamente com a piscina, constituíam-se como emblemas do património edificado.

No ano de 2019 foram iniciadas as obras de requalificação do imóvel, segundo o projeto dos senhores arquitetos, Professores Alves Costa e Sérgio Fernandez, do Atelier 15, após a concretização do acordo entre a Câmara Municipal do Porto  e o  Ministério da Educação.

É com grande expectativa que, iniciando-se a segunda década do século 21, se vislumbra uma enorme transformação na estrutura  física do edifício que resultará numa melhoria significativa das condições de conforto necessárias à consecução de práticas pedagógicas que desaguem na máxima concebida pelo patrono Alexandre Herculano, na revista Panorama:  A educação é um tesouro de que cada um de nós deve fazer bom uso.

A escola, designada inicialmente por Liceu de Alexandre Herculano, constitui um referente na história da educação portuguesa, tendo sido frequentada por personalidades de relevo nos panoramas artístico (Adriano Correia de Oliveira, Álvaro Siza Vieira, António Vilar, António Pinho Vargas, José Augusto Seabra, Mário Cláudio, Rui Reininho…) científico (Sobrinho Simões, Júlio Machado Vaz…) desportivo (Fernando Gomes…), económico (Artur Santos Silva, Daniel Bessa, Belmiro de Azevedo…) jurídico (Germano Marques da Silva, Martinho da Cruz, Vasco Airão…) militar (Carlos Azevedo, Francisco Franco Charais, Pires Veloso…) e religioso (Cardeal Manuel Gonçalves Cerejeira, D. Januário Torgal Ferreira).

A  prossecução do sucesso educativo, na senda dos exemplos dos referentes acima mencionados será, sem dúvida, um dos vetores que se esperam da renovação do estabelecimento que conciliará, assim, a tradição e a inovação na formação das gerações vindouras.

Morada

Avenida Camilo
4300-096 Porto

Telef. / Tlm.

(+351) 225 374 679
(+351) 938 368 852

Email

secretaria@esah.org

Diretor

Manuel José Lima

ES Alexandre Herculano

Avenida Camilo, 4300-096 Porto